9 de fev de 2011

O CAPETA DOIDO POR "CARÇAS"



Manoel dC

Essa piada foi contada pelo saudoso Hildebrando, obreiro na cidade de Uricurituba no baixo Amazonas. Nessa época, sua congregação era vinculada à Sexta Igreja Presbiteriana de Manaus, no bairro Alvorada da qual eu era pastor recém ordenado.


Era sempre muito bom viajar para lá três ou quarto vezes ao ano, ia de ônibus para Itacoatiara, e de lá pegava um motor de linha, atravessava o rio Amazonas e entrava no paraná estreito que desembocava em frente da cidadezinha, edificada sobre um alto barranco.

A turma sempre se reunia depois do culto na casa que sempre me acolhia com carinho, todos ao redor da mesa da cozinha, dona Elzanira e os filhos, foi numa dessas seções de piadas que o Hidebrando saiu-se com essa, impagável.

Aniversário da igreja pentescostal, uma multidão em festa, aí a velha levanta-se do banco e pega o microfone pra dar seu testemunho de milagre lá na frente da igreja:

─ Meus ermão, o inimigu de nossas armas me atentu huje. Imagini vocês que quando estava me aprontando para vim huje a noite pro cuto, ele escondeu minha carça!

− Fiquei doidinha, ermão, procurei minha carça de tudo que foi jeito pela casa intera e não achei minha carcinha de jeito nenhum.

− Mas eu venci ele, igreja!

− EU VIM ASSIM MERMO!

As palmas cantaram no centro, e os gritos de aleluia e glórias a Deus, encheram o templo.

A velha pelada por baixo do vestido surrado sentou-se toda satisfeita por ter sido usada para a edificação da igreja, no dia de seu aniversário.

Anedota extraída do meio evangélico, do interior do Amazonas…

Uma comédia da vida quase real!


Fonte: Genizah
http://www.genizahvirtual.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.