16 de mar de 2011

Jesus x Gezuiz: o combate do século



“Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” – Mt 7.22.23
É incrível como, apesar de se reconhecerem cristãs, algumas igrejas pregam doutrinas tão diferentes. É certo que nem todos somos iguais, e isso se reflete nas instituições também, porém algumas diferenças são discrepantes, dando a impressão de virem de fontes diferentes. Porém, todas as igrejas ditas evangélicas dizem se pautar pelo mesmo livro: a Bíblia. Então, de onde vem essa diferença?
Após anos de pesquisa, um importantíssimo estudioso da língua portuguesa que pediu anonimato nos revelou, em primeiríssima mão, que o problema é de fonética. Haveria um Deus e um imitador, com nomes cuja escrita é diferente, porém cuja pronúncia é praticamente idêntica: Jesus e Gezuiz. Os dois atendem aos clamores de seus fiéis e realizam maravilhas, porém o primeiro é o Autêntico e o segundo, uma tentativa de cópia mal-desenhada. Gezuiz quer usurpar o poder de Jesus, como já o tentara há muito tempo atrás, só que com o Deus Pai. Como não conseguiu êxito em sua primeira tentativa agora está tentando de novo, querendo desvirtuar o povo de Deus (como já o fizera com um terço de seus pares), levando-o a adorá-lo achando o estar fazendo à Jesus.
Complexo não? Vamos descomplicar, mostrando algumas diferenças entre Gezuiz e Jesus:
Gezuiz: Tudo isso te darei, se prostrado me adorares (Mt 4.9)
Jesus: Buscai primeiro o Reino de Deus e a Sua Justiça, e todas as coisas lhe serão acrescentadas (Mt 6.33)
Gezuiz: O Senhor te porá por cabeça, e não por cauda (Dt 28.13)
Jesus: O maior entre vós seja como o menor, e quem governa como quem serve (Lc 22.26)
Gezuiz: Riquezas e honra estão comigo (Pv 8.18)
Jesus: O Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça (Mt 8.20)
Gezuiz: Nenhum mal te sucederá, nenhuma praga chegará à sua tenda (Sl 91.10)
Jesus: No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo (Jo 16.33)
Gezuiz: Prosperidade e riquezas haverá em sua casa (Sl 112.3)
Jesus: Bem-aventurados os pobres, porque deles é o Reino dos Céus (Lc 6.20)
Gezuiz: Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro (…). Por vossa causa repreenderei o devorador e ele não destruirá os frutos da vossa terra (Ml 3.10-11)
Jesus: Eu os resgatei da maldição da lei, fazendo-me maldição por vós (Gl 3.13)
Gezuiz: Não toqueis no ungido do Senhor (1 Cr 16.22)
Jesus: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos Céus (Mt 7.21)
Gezuiz: E sucedia que, havendo algum mal sobre alguém, quando esse olhava/tocava/usava a serpente de ouro/o terno do pastor/o sabonete ungido, vivia/se curava (Nm 21.9)
Jesus: E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão (Mc 16.17-18)
Gezuiz: Assim diz o Senhor (trocentos versículos)
Jesus: Provais se o espírito é de Deus, porque muitos falsos profetas têm se levantado no mundo (1 Jo 4.1)
Como visto, Gezuiz se utiliza da ignorância do povo, manipulando as Sagradas Escrituras a fim de que concordem com seus ensinamentos heréticos: pega-se um versículo fora do contexto e sobre ele cria-se uma nova doutrina (como ninguém tem paciência para ler a Bíblia, o truque não é descoberto e a mentira se perpetua).
Eis o combate do século: Jesus x Gezuiz. Aparentemente Gezuiz está ganhando, pois suas igrejas são muito maiores e muito mais lotadas dos que as de Jesus. Utilizam-se de metodologias mil para chamar novos membros, que embora sob o nome de “convertidos”, na verdade continuam com a mesma vidinha de sempre, adorando ao mesmo deus que adoravam no passado, só que agora com outro nome. Estamos no 10o. round, numa luta de 12 assaltos, e enquanto a igreja de Jesus está lá sumidinha, apagadinha no ring, a igreja de Gezuiz está gorda, inchada, enfeitada, reluzente.
Quem vencerá? Quem já assistiu a filmes como Rocky o Lutador sabe que o herói sempre apanha muito, para só no último round haver a reviravolta. Jesus apanhou bastante, mas por suas pisaduras fomos sarados e Ele venceu a morte e o inferno. Assim como Ele, nós, Sua verdadeira Igreja, também apanharemos muito dos comparsas do Gezuiz (pois estamos lutando diretamente contra eles no resgate das almas que já estão enganadas), mas cientes de que a vitória no final é nossa, porque Ele já a conquistou por nós. Algumas igrejas de Gezuiz se dizem perseguidas, mas a verdadeira perseguição se dará com a conivência delas e contra as igrejas de Jesus.
O combate está chegando ao fim. Que possamos, ao final, dizer o mesmo que o Apóstolo (de verdade) Paulo:
“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” – 2 Tm 4.7-8

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.