1 de abr de 2011

Marco Feliciano insulta Púlpito Cristão e todos que discordam das suas heresias no twitter



Por Leonardo Gonçalves



Xilique Gospel no twitter!

Marco Feliciano, deputado federal, telepastor, cantor (bem ruim, mas é), vendedor de consórcios em nome de Jesus (lembram?), criador do hadoucken e grande divulgador do reteté brasileiro, comprou briga no twitter com o pastor Geremias do Couto e com os blogueiros Wagner Lemos, Renato Cavallera, Thiago Matso e Pastor Leonardo Gonçalves.

A história começou quando um internauta perguntou ao pastor Geremias o que ele achava do fato do pastor Marco Feliciano ter sido convidado para pregar na festividade do centenário da Assembléia de Deus em Belém do Pará. Muito prudente, o pastor respondeu que este "é um assunto da alçada que quem o convidou e de quem está sendo convidado", evitando assim emitir qualquer juizo, já seja de aprovação ou de desaprovação.

No entanto, bastaram alguns minutos para que o nosso menino da Vila Tatu destilasse seu veneno contra o pastor, e também contra o irmão que fez a pergunta:


Ao dar-se conta de que o pastor Geremias do Couto não estava disposto a levar adiante esta tola discussão, e sendo interrogado pelo blogueiro Wagner Lemos (do blog Web Evangelista) sobre a razão que o teria levado a votar contra o aumento do salário mínimo, Feliciano chamou o blogueiro de "demente e idiota", e passou a chamar aos que não concordavam com a sua postura de "idiotas, cachorros, imbecis e satanistas".


Isso provocou indignação nos twitteiros, e foi quando o blogueiro Thiago Matso (@profetirando) criou a hashtag #MarcoFelicianoFacts, sendo seguido pelos perfis @pulpitocristao e @RenatoDot. Em suas postagens no microbrog, os tres atribuiam a Marco Feliciano coisas verídicas, porém sumamente ridículas, bem como frases humorísticas, atribuindo a ele super poderes e atos prodigiosos. Bastaram alguns minutos para que twitteiros de todo país aderissem a tag #MarcoFelicianoFacts, levando-a ao terceiro lugar do Trend Topics Brazil.


Indignado com o sucesso da campanha no twitter, o pastor continuou chamando os que discordavam dele de "cachorros". Entre os esculachados pelo pastor-chapinha, estão o blog Púlpito Cristão e o portal Gospel Mais. Infelizmente, não pude devolver o insulto, uma vez que alguns cachorros costumam ser bem legais, ao contrário do nosso ilustríssimo deputado federal, que aliás (redundo!) está entre os que votaram contra o aumento do salário mínimo para 600,00 reais.


Mas quando parecia que tudo iria acabar, a polêmica recomeçou: Tudo por conta de uma twittada teológica mal fundamentada exegéticamente e aparentemente preconceituosa. Segundo o pastor, o pecado de Cam, filho de Noé, teria sido ter relaçoes homossexuais com seu pai. Além disso, ele também disse que os africanos são uma raça amaldiçoada, remontando ao velho argumento da seita mormon, de que os negros estão debaixo de maldição. Não demorou para criarem as hashtags #CalaBocaInfeliciano e começarem uma nova campanha contra as twittadas dele.


Agora, como eu sei que ele é leitor do blog (sim, ele adora ler o Púlpito Cristão e está por dentro de tudo!), quero aproveitar este momento para repudiar sua conduta na votação sobre o aumento do salário mínimo. Sim, a você, deputadinho desbocado, twitteiro desleal, deixo um versículo para meditação. Pense nele na próxima vez que o aumento do salário mínimo estiver em pauta: "Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivãos que escrevem perversidades para privar da justiça os pobres" (Isaías 10:1). E pense duas vezes antes de ventilar suas esquisitices, xingamentos e racismo no twitter, porque na intenet existem cristãos que pensam e agem como bereianos.

Com ou sem humor, eles estão aí para te cutucar e te fazer voltar para o evangelho puro e simples.

***
Leonardo Gonçalves, twittando e blogando no Púlpito Cristão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.