22 de jun de 2011

Se o mundo aplaude o crente, há algo de errado

Nunca foi tão preocupante quanto agora. Parece que tudo começou quando Xuxa convidou Aline Barros para uma "participação" em seu programa. Depois dela, muitos outros de nossos "cantores" já participaram de programas seculares, como Raul Gil, etc. Há poucos dias, a música "Faz um Milagre em Mim" virou uma febre nas rádios e recebeu versões para todos os gostos. Foi cantada por participantes do reality A Fazenda e até em shows de forró.

É verdade que muitos dos verdadeiros adoradores utilizaram o espaço na mídia para levar a mensagem da cruz. Sem qualquer dúvida, isto foi útil, agrada a Deus. Ficamos orgulhosos quando alguém usa o espaço na mídia secular para anunciar as boas novas. Conheço pessoas que ainda não aceitaram Jesus como seu Salvador, no entanto começaram a pensar seriamente no assunto depois de verem certos cantores cristãos darem testemunhos em alguns programas seculares.

Infelizmente, o caso tem dois lados.

A maior preocupação não está nas letras ou nos cantores, mas no fato de que os programas seculares não buscam a adoração a Deus, mas a animação de um auditório, a audiência, a manipulação da massa e, por consequência, o lucro.

Quando o mundo aceita o que a Igreja apresenta é sinal de que algo está errado. Quando o mundo gosta do que nós gostamos, é hora de repensar. Não há comunhão entre Cristo e Belial, entre o fiel e o infiel e entre o templo de Deus e o ídolos (II Co 6.15).

Devemos ficar atentos. Não há verdade no ecumenismo e no secularismo. Orai e Vigiai.



Artigo do pastor Luciano de Almeida, da AD em Cascavel (PR)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.