21 de jul de 2011

Para que serve a Bíblia?

Platão, o célebre filósofo grego, disse certa vez que há três fontes válidas de conhecimento.

1. Os cinco sentidos - tato, paladar, olfato, audição e visão - que o homem compartilha com o reino animal.

2. Razão - que distingue o homem dos animais inferiores.

3. A terceira fonte platão deu o nome de "Divina Loucura" - referindo-se assim ao mundo espiritual da comunicação sobrenatural.

Mais tarde, o discípulo de Platão, Aristóteles, eliminou a terceira fonte - aquela faculdade totalmente intuitiva pela qual o homem recebe ou obtém percepção divina. Aristóteles afirmou que o conhecimento vem apenas pelo uso dos cinco sentidos e da razão.

O nosso mundo ocidental foi profundamente afetado pelo ensino de Aristóteles. Em culturas orientais e em culturas primitivas, todavia, a referência ao mundo dos espíritos - o mundo de sonhos, visões e comunicação sobrenatural - é comum em todos os níveis sociais.

Embora Aristóteles certamente viesse a rejeitar a Bíblia como fonte de conhecimento (se a tivesse conhecido), Jesus jamais hesitou em aceitá-la como (e afirmar que era) a maneira principal pela qual Deus Se revela à humanidade.

Agora há mais de dois mil anos depois mais e mais pessoas estão percebendo que Jesus tinha razão. Voltaire, o famoso pensador francês, ateu declarado (seguidor de Aristóteles), morreu em 1978. Antes de morrer. Voltaire afirmou que a Bíblia e a fé cristã não mais seriam aceitas daí há cem anos. No centésimo aniversário dessa afirmação, a Sociedade Bíblica de genebra comprou a editora e a casa que haviam pertencido a Voltaire e ali mesmo começou a imprimir bíblias.

Duzentos e seis anos depois de Voltaire, o presidente dos Estados Unidos viria a declarar o ano de 1983 "O Ano da Bíblia". O que levaria o presidente da nação mais poderosa do mundo a proclamar a Bíblia como a principal fonte humana de conhecimento?

Milhões de pessoas estão buscando uma fonte fidedigna de autoridade. Descobriram que não podem confiar em tratados entre nações nem nas declarações dos cientistas; até mesmo grandes líderes religiosos com triste frequência estão errados. A Bíblia - a palavra de Deus - é a unica autoridade definitiva que possuímos. Prova através dos séculos, a Bíblia derrama luz sobre a natureza humana, sobre os problemas da humanidade e o sofrimento que aflige o homem. Além disso, ela revela claramente o caminho para Deus.

A Bíblia é Deus revelando-se à humanidade.

Billy Graham está certo quando afirma, com respeito à bíblia:

"A Bíblia é um livro antigo, e no entanto é sempre nova. É o livro mais moderno do mundo. Há, em geral uma idéia errada de que um livro tão antigo quanto a Bíblia não pode falar às necessidades do homem moderno. Por alguma razão os homem pensam que numa era de realizações científicas e tecnológicas, quando o conhecimento obtido nos últimos 30 anos foi maior do que o obtido em todos os séculos passados da história humana, este Livro antigo está ultrapassado.Porém, para todos, que a lêem e amam, a Bíblia é extremamente relevante para nossa geração."

"É nas Escrituras Sagradas que encontramos respostas para as perguntas fundamentais da vida: De onde eu vim? Por que estou aqui? Para onde eu vou? Qual o propósito da minha existência? "

A palavra "bíblia" vem da palavra grega "biblos", que significa "livro". A Bíblia, porém, é mais do que um livro - ou uma coleção de livros. É a revelação escrita que Deus nos deixou de sua vontade para o homem e o universo. Por trás e por debaixo, acima e além desse Livro, está o Deus desse Livro, pois a Bíblia inteira fala sobre Deus - especialmente sobre o Deus-filho o Senhor Jesus Cristo.

Muito mais que um livro
A Bíblia contém 66 livros, escritos por cerca de 40 autores, num período de composição de mais ou menos 1600 anos. Seus autores vieram dos mais variados níveis socais e culturais, incluindo reis, camponeses, profetas, poetas, pescadores, estadistas, eruditos, um homem de negócios, um médico e um missionário. É dividida em duas partes principais, sendo o divisor o nascimento de Jesus Cristo.

A primeira parte é chamada o Velho Testamento. Esta parte foi escrita quase que totalmente em hebraico (com a exceção de umas poucas passagens em aramaico) e foi completada cerca de quatrocentos anos antes do nascimento de Cristo. A segunda parte, chamada Novo Testamento, foi escrita na língua grega. As bíblias que dispomos em nossa língua foram em sua maioria traduzidas diretamente das línguas originais.

A palavra "testamento" significa, no original, "aliança", ou " pacto". O Velho Testamento é o registro das alianças feitas por Deus com o homem - e aponta para a vinda do Messias, o Filho de Deus, Jesus. O novo Testamento é o registro do cumprimento das alianças na pessoa de Jesus.

Vantagens da leitura Bíblica

1- Ela nos fortalece.
 "Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós." (Salmo 119:28)

2- Ela nos purifica. "Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado." (João 15:3) "De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? observando-o segundo a tua palavra." (Salmo 119:9)

3- Ela nos ajuda a receber respostas de oração. "Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito." (João 15:17)

4- Ela traz gozo ao nosso coração. "Tenho-vos dito estas cousas para que o meu gozo esteja em vós, e o vosso gozo seja completo." (João 15:11)

5- Ela nos alimenta espiritualmente. "Desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que por ele vos seja dado crescimento para a salvação." (1 Pedro 2:2)

6- Ela nos traz sabedoria. "Os teus mandamentos me fazem mais sábio que os meus inimigos...compreendo mais do que todos os meus mestres, porque medito nos teus testemunhos." (Salmo 119:98,99.)

7- Ela orienta nossa vida e nossas decisões. "Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos." (Salmo 119:105)

8- Ela garante nosso sucesso. "Não cesses de falar deste Livro da lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo a tudo quanto nele está escrito; então farás prosperar o teu caminho e serás bem sucedido." (Josué 1:8)

Como ler a Bíblia

1- Leia na expectativa de que Deus lhe fale ao coração.
 Ore pedindo que Deus o ajude a entender o que lê. O salmista Davi orou assim: "Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei." (Salmo 119:18)

2- Leia fazendo perguntas. O que Deus quer de mim neste trecho? O que é que esta passagem revela sobre Deus, sobre Jesus, sobre mim e sobre a vontade de dele? Há aqui alguma ordem para eu obedecer? Alguma promessa da qual deva me apropriar? Como as verdades deste texto podem ser aplicadas à minha vida?

3- Leia várias vezes. Para entender bem uma passagem, nada melhor que a repetição. A Bíblia é um Livro que deve ser consultado com freqüência.

4- Leia meditando. É melhor uma pequena passagem lida, entendida e aplicada, do que as muitas verdades de um texto longo, vistas superficialmente. (Salmo 1)

5- Leia com disposição de praticar a palavra. "Tornai-vos, pois praticantes
da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos." (Tiago 1:22)

6- Memorize versículos e referências. "Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma." (Deuteronômio 11:18)

Leia a Bíblia
Você precisa ler freqüentemente o Livro dos Livros, a Bíblia. Temos muitas provas do eterno poder da Palavra de Deus.

1- As vidas transformadas pela leitura e prática de suas palavras.
2- A fidelidade dos seus inspirados escritores, muitos dos quais morreram pela fé.
3- A coerência do conteúdo, apesar de escrito por dezenas de servos de Deus, e num período de vários séculos.
4- O cumprimento minucioso das profecias.
5- O testemunho de Jesus, confirmando as palavras do velho testamento.
6- As recentes descobertas arqueológicas.
7- O testemunho que ela dá a respeito de si mesma: "Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." (2Timóteo 3:16,17)



Fonte: IACR
Via: Libertos do Opressor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.