1 de ago de 2011

Onde está Deus





Sinceramente não posso deixar de comparar duas situações que se diferem muito no cenário evangélico nacional.
Há algum tempo, já publicamos uma matéria sobre a construção do suntuoso “Templo de Salomão” pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) na cidade de São Paulo. [ veja a matéria clicando aqui ] Este prédio contará com 73.000 m² de área construída, será dividido em dois grandes blocos, interligados por uma nave que pode abrigar confortavelmente 10.546 pessoas sentadas, o volume de concreto será aproximadamente 28.000 m³, e a quantidade de aço será de quase 2 mil toneladas.
O prédio frontal que será dotado de onze pavimentos e fachada recoberta com pedras trazidas de Israel chegará a medir quase 56 metros de altura, contando-se a partir do platô de implantação, isto sem contabilizar os sete metros para baixo onde se encontram os dois subsolos que comportarão 1.147 vagas de estacionamento. O prédio dos fundos será alinhado com a nave e atingirá a altura de um pouco mais que 41 metros de altura.
Uma obra monumental que está bem descrita através de vários sites da própria IURD tendo inclusive uma câmera de vídeo transmitindo, ao vivo, 24 horas por dia, o processo de construção do mesmo. Para esta construção a IURD está sempre exigindo pagamentos de “dízimos e ofertas especiais” destinados a esta construção. Dinheiro de irmãos iurdianos do Acre, Rio Grande do Norte, Argentina, Rio de Janeiro… está sendo utilizado para esta mega construção em São Paulo.
De outro lado leio uma singela reportagem no site da Convenção Batista Brasileira que reproduzo abaixo:
Após anos lançando as sementes do Evangelho em território indígena, novas realizações dos cristãos xerentes demonstram que valeu a pena todo o investimento no discipulado e formação de líderes autóctones (pessoas da própria cultura e comunidade). Um templo construído por irmãos da aldeia Kâwrakurerê, localidade que dista 45 km da cidade de Tocantínia, foi inaugurado e tornou-se motivo de orgulho para os missionários de Missões Nacionais que levam o Evangelho de Cristo a essa etnia.
“Nela trabalhamos por muitos anos e, embora nos últimos tempos não tenhamos podido marcar presença com a freqüência que gostaríamos, a semente lançada continua produzindo fruto”, disse o missionário Pr. Guenther Krieguer, um dos pioneiros no trabalho com os índios xerentes. A cerimônia de inauguração do templo, realizada em maio de 2011, contou também com o batismo de sete novos índios, entre eles um de 56 anos que foi, até agora, o único xerente a ocupar o cargo de Chefe de Posto da Funai.
De acordo com o missionário Cláudio Viana, que exerce seu ministério entre os xerentes da aldeia Funil, marcou ainda o fato de que o novo templo foi construído com recursos dos próprios índios. Na estrutura do edifício, nada mais apropriado do que a madeira e a palha para a cobertura. Essa edificação representa a autonomia da igreja tribal e, mais que isso, o desejo dos índios de fincarem de vez as bases do cristianismo entre eles. “Há 13 anos esta aldeia estava sem liderança para dar continuidade aos cultos. Deus levantou o irmão Bolívar Sinãri, batizado em outubro de 2008, e o colocou na liderança. Ele também tem feito um grande trabalho de evangelização nas aldeias próximas”, concluiu o pastor Cláudio.
Daí vem minha pergunta:

Onde está Deus?

Lemos na Bíblia que:

O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;
Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; ATOS 17 v 24 e 25
Lemos ainda que:
Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? 1 Corintios 6 v 19.
 Porque então a ostentação de um mega-hiper-super prédio com pedras trazidas de Israel? Será que não existem pedreiras no estado de São Paulo?

Onde é que Deus está?



Índios Xerentes com o Novo Testamento traduzido em sua própria língua pelo missionário Guenther Krieguer
Será que na suntuosidade deste prédio da IURD haverá espaço para Deus? Creio que é mais fácil encontrar-se com Deus dentro deste simples prédio de chão batido, paredes de madeira bruta e teto de palha construído com todo amor e dedicação dos nossos irmãos xerentes da aldeia Kâwrakurerê do que numa estrutura que visa apenas impressionar aos homens.

Afirmo que dentre os construtores do prédio simples da aldeia Kâwrakurerê todos estavam inteiramente cheios do Espírito Santo e eram movidos por Ele e apenas por Ele para esta construção. Nada foi feito visando dinheiro, salários ou lucros, por outro lado, sem querer julgar e generalizar, eu posso afirmar que muitos dos que estão trabalhando na mega-hiper-super construção em São Paulo provavelmente, nem são cristãos e outros tantos estão ali movidos apenas pelo salário que receberão no final do mês trabalhado.
Vamos repensar no que é realmente importante para a obra de Deus? Vamos repensar onde Deus habita? Vamos investir no que realmente é importante, ou seja, apresentar Jesus aos homens e levá-los a abrir seus corações para que ali Ele faça Sua morada.
Via: Blog do Pastor Matias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.