11 de ago de 2011

A Voz Da Fé: Dica de livro... para NÃO LER




"A VOZ DA FÉ"

 Bispo Macedo


Resumo: Nesse livro, Edir Macedo afirma que o dízimo e as ofertas são o sacrifício da fé... Ele usa também termos como "obra da fé", "ação da fé", "fé prática", "prática da fé", "exercitar a fé", "atitude em relação à Sua voz", tudo na verdade se referindo à $$$... Ou seja, segundo o bispo: quem não dá o dízimo e as ofertas, não pratica a sua fé. (!)


Abaixo estão alguns trechos retirados desse livro. No início é tudo bem light, mas no final... dá só uma conferida:

Página 30-31: "Confundir fé com sentimento de crença significa frustração total. (...) de que adianta ter um sentimento de crença em Deus, se não há atitude em relação à Sua voz? Deus fica na expectativa da ação humana, com respeito à Sua voz, para então manifestar Sua reação. É por isso que a vida abundante e eterna depende da ação da fé. Depender da fé significa depender de Deus de forma prática. A ação da fé resulta na reação de Deus. Daí o porquê da vida abundante e eterna depender da ação da fé, e depender da fé significa depender de Deus de forma prática."


Página 89: "A fé na conquista material é a única que independe de oração, jejum ou mesmo de se frequentar a igreja. A conquista de um bem material ou de uma vida financeira abastada depende da fé que se externa na oferta. (...) Existe manifestação de fé sem a oferta? Não existe fé sem oferta, assim como não existe oferta sem fé."


Página 99: "Na oferta de sacrifício há materialização da fé sobrenatural."


Página 101: "Quem é capaz de conquistar sem sacrifício? Quem já obteve vitória ou alcançou sucesso sem sacrifício? E o altar é o único lugar sagrado para sacrificar."


Página 108: "Em termos financeiros, a fé exige a semente da oferta material."


Página 109: "É quase impossível as promessas financeiras de Deus acontecerem somente mediante orações, jejuns ou vigílias. Se isso fosse possível, todos os fiéis seriam ricos. Deus exige atitude prática da fé para corresponder com Suas promessas."


Página 110: "Quando Ele (Jesus) profetizou tais palavras ("Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço"), Seus olhos estavam voltados para o mercado. Ele quis nos passar a idéia de troca. Da mesma forma que as pessoas trocavam dinheiro ou o valor de suas mercadorias por grãos, acontece com a prática da fé, pois ela é a moeda de troca no relacionamento com Deus."

O autor em momento de epifânia

Página 111-112: "A fé se mede por meio da qualidade da oferta que se doa. Quem semeia muito é porque crê que muito mais vai receber. O jogador que tem certeza de que acertará os números desejados arrisca tudo o que tem."


Página 119: "Para finalizar, Jesus complementa Seu ensino lançando sobre os ombros dos que n'Ele crêem a responsabilidade de serem ou não abençoados de forma ilimitada."


Página 120: "Quem tem coragem para se entregar reúne méritos para receber o prêmio do Galardoador. Foi justamente o que aconteceu com Zaqueu. Jesus não lhe pediu nada. Mas ele, por livre vontade, deu tudo o que possuía. Imediatamente o Senhor lhe premiou com a Salvação eterna."


Página 121: "Quem quiser gozar das riquezas materiais não pode esperar que suas orações, jejuns e vigílias o façam prosperar. Pois como alguém que não planta poderá ter o direito de colher? (...) Quem quiser prosperar precisa pagar o dízimo e oferecer ofertas de fé para merecer colher multiplicado. São as regras impostas pelo próprio Deus. Quem não se submete a essas regras não tem direito à colheita."




Autor Guilherme, publicado em FIO DA ESPADA  Divulgação Genizah
http://www.genizahvirtual.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.