29 de set de 2011

Pastor Marco Feliciano afirma que quer ser Presidente do Brasil

Pastor Marco Feliciano afirma que quer ser Presidente do Brasil
O Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano, afirmou durante a Expocristã que sonha ser Presidente da República. Feliciano, que obteve mais de 211 mil votos nas eleições para deputado, é líder do Ministério Tempo de Avivamento e conhecido por suas extravagâncias.
Durante sua campanha para deputado, o Pastor conquistou votos dos evangélicos pentecostais propondo a defesa dos valores cristãos para a sociedade. Após a eleição, chegou a afirmar que não teme ser corrompido pela política. “A corrupção está aliada ao caráter. Uns são corrompíveis, outros não. Medo? Não, posso ter medo daquilo que nunca aceitei, não aceito hoje e não aceitarei amanhã. Vigilância sempre!”, afirmou Feliciano.
O Pastor e Deputado, que também é cantor, se apresentou na Expocristã no Grande Auditório e discursou para os presentes, quando revelou seu maior sonho na política: “quero ser presidente do Brasil. A gente sonha em chegar lá e vamos trabalhar pra isso. Para fazer desse país uma nação mais justa e não envergonhar o nome de Jesus Cristo”.
Fonte: Gospel+


(resposta) O Pastor Marco Feliciano afirmou que não tem o desejo de se tornar o Presidente da República, e que a informação passada pela assessoria da ExpoCristã, foi na verdade, um mal entendido.
Segundo Feliciano, um amigo fez uma brincadeira no momento do discurso em que ele afirmava ter o sonho de ver o país governado por um evangélico. “Eu disse que sonho, e por isso profetizei, que um dia veremos essa nação ser governada por um servo de Deus, cheio do Espírito Santo. Ai o Carlos Moysés que é um grande amigo disse: ‘E por que não você?’ Foi apenas isso que aconteceu”.
Marco Feliciano afirmou ainda que se realmente pretendesse sair candidato a Presidente, teria mais medo da rejeição entre os evangélicos do que da população em geral. O Pastor afirmou ainda que pretende resgatar a imagem dos políticos nacionais: “A política brasileira passa por um momento de transformação, de transição. O efeito transparência, o efeito ficha limpa, o efeito caça à corrupção provocada pela Presidente Dilma, tem mudado o cenário político nacional, vejo com bons olhos”.
Feliciano afirmou ainda que foi consultado por seu partido, o PSC, sobre a possibilidade de concorrer nas próximas eleições para o cargo de Senador. Para ele, isso é resultado de sua atuação na Câmara dos Deputados, onde segundo ele, vem tendo um bom destaque. “Apresentei 119 proposições, sendo um político “noviço”, acredito que tenho feito o meu trabalho. Fui considerado entre os parlamentares de primeiro mandato um dos mais atuantes”.
Encerrando a polêmica sobre a informação de que seria candidato à Presidência, Feliciano afirma que as chances disso ocorrer são “nenhuma”.
Fonte: Gospel+



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.