25 de out de 2011

Crentes zoados na TV. Eu achei foi pouco!




Muitas pessoas me mandaram o link deste vídeo. Algumas revoltadas com o deboche, outras apoiando a crítica de Danilo Gentili e Ricardo Boechat. Alguns pensam como eu.


Querem saber o que eu acho?

A mim parece bastante óbvio que não se trata, de forma alguma, de desrespeito a fé alheia e/ou aos acontecimentos escatológicos, como entendidos por certas confissões cristãs.

O que eu vejo é uma bela e merecida critica a certo grupo de evangélicos e, se o humor incomodou, paciência! 

Incomodo maior sofremos nós, ao ver parte dos evangélicos sustentar e dar voz a uma representação medíocre que marca datas para fim do mundo; prega o ódio; só se junta para fazer fila na caixa de promessas e dos milagres; é incapaz de fazer qualquer coisa pelo bem comum e ainda se acham os reis da cocada preta. Os escolhidos. E lasquem-se os que precisam da Palavra e do Pão, os missionários, os pregadores humildes do Evangelho.


A estes só interessa dar dinheiro aos Balaões deste século que perpetram seus mega despachos em favor dos cobiçosos, dos egoístas, dos ardilosos e ainda envergonham a todos os que não se acham seduzidos por sua mentira, sejam ímpios ou santos.

Exercem a sua cidadania de forma pífia. De forma geral, no cabestro de seus líderes, o pior da escória, uma gente que quando se ajunta é para receber tijolos de dinheiro e ainda orar pela benção.

Dificilmente são reconhecidos pela sociedade pelo seu altruísmo. No mundo empresarial, a maioria esmagadora se destaca negativamente. Péssimos pagadores. Péssimos patrões. Incapazes de dar um único bom testemunho de uma vida empresarial guiada pelas Sagradas Escrituras.

Envergonham a minoria séria!

Chafurdam na religiosidade vazia da autocomiseração, dos sacrifícios, no império das leis e das regras e da idolatria e só encontram prazer em defecar suas regras e atirá-las aos que dela fogem.

Escravos no Egito, não fazem a menor ideia de Quem seja Jesus, nunca O conheceram, mas vivem da idolatrar um “retrato falado” de um "jesus cristo", traçado de "memoria de uma tradição de erro" de muitas gerações de líderes corruptos que, como porcas, retornam ao vômito de Balaão a cada domingo.

Querem respeito? Hipócritas! Nem se envergonham de se declarar ofendidos. Julgam que os apresentadores ímpios são a roda dos escarnecedores?

Esperem só para ver quando os profetas se calarem. Sejam estes crentes, impios ou  mulas. Neste dia o Senhor julgará as vossas vidas! 

Quem não tem colírio, usa óculos escuros.







Por: Danilo Fernandes, no Genizah

genizahvirtual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.