17 de out de 2011

O pecado do "curso básico"!

                                                    Por Gutierres Siqueira


Convivo com muitas pessoas que fazem ou já fizeram um curso básico de teologia. No contexto assembleiano essa modalidade de curso é um verdadeiro sucesso. Mas, já indo para o foco deste texto, destaco que a formação básica em teologia é básica "até demais". E pior, muitos que fazem tais cursos acham que são especialistas no assunto. Quando sou ignorante e reconheço minha ignorância estou no caminho certo, mas quando sou ignorante e acho que sou sábio caminho para a tragédia.

Não, este não é um texto contra a teologia. Jamais escrevei contra a teologia. Acho detestável qualquer tipo de anti-intelectualismo. Escrevo contra a "pouca teologia". O problema é teologia de menos e não em demasia. Certo vez encontrei um rapaz que se apresentava como teólogo só porque tinha feito um curso básico de teologia. É a infantilidade misturada com a mania de grandeza que tanto afeta os pentecostais. Precisamos de mais teologia, muito mais. E menos de teólogos de apostila.

Como alguém se diz estudante de teologia e nunca leu a Bíblia toda? O objeto de estudo da teologia é a Bíblia. O teólogo que não lê a Bíblia é como o jornalista que não lê jornal, o ator que não ensaia, o crítico de cinema que não assisti filmes, o cozinheiro que detesta cozinha etc. Como alguém se define teólogo protestante e não conhece os principais nomes da teologia contemporânea? E aquele que nunca leu um único clássico? Ou pior: não compram livros!

Infelizmente, temos até "teólogos" que têm preguiça de ler a Bíblia e bons livros. Não é à toa que a qualidade teológica da igreja evangélica esteja tão fraca. Alguns ficam fascinados com a "intelectualidade" da velha escola teológica iluminista e outros se fecham em um fundamentalismo "à la regular" misturado com misticismo de tendências anti-intelectuais.


Mais teologia deve ser o nosso foco. Mas uma teologia de qualidade. A igreja brasileira já não é uma criança, pois passou da hora de crescer. 


Fonte: Teologia Pentecostal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.