30 de nov de 2011

Análise da música "Alvo do Teu Milagre" (Milagre Inédito) da Brenda



   A música "gospel", para bom entendedor, há muito tempo não é um ministério como muitos ainda insistem em dizer. É comercial. Gospel é comercial, ou seja, tem que vender e vende muito.

   Essa canção que vamos ver agora é mais um exemplo disso, quer dizer, o autor pensou assim: "Que letra vai fazer vender mais? O que as pessoas querem ouvir? Quais palavras vou colocar que a grande massa vai querer ouvir?  Qual novidade vai vender??" 
   Tenho certeza absoluta que essa música: "Alvo do teu milagre" foi criada sob as condições acima citadas.

    A voz da menina é bonita, afinada, interessante de ouvir.A melodia já é a mesma de sempre. Quando se lança alguma cantora gospel, pode esperar que vai ser essa melodia melosa nas estrofes, e no refrão traz uma melodia meio que apoteótica. Isso já é de praxe. O mercado já sabe que vende. 

   "Sei que sou comum

Mas não quero ser, Senhor

Uma vitrine só de coisas naturais.

Faz da minha vida uma amostra grátis

De milagres sobrenaturais."

   Letra típica de triunfalismo neo-pentecostal. O fato de não querer ser normal, ou seja, ser extraordinário já está batido. Massss, pedir que a vida seja uma amostra grátis de milagres sobrenaturais... além de não ter embasamento teológico, é de uma cafonisse e mal gosto sem tamanho.

...Não vou, Senhor, me limitar
Só no que já ouvi falar de Ti,
Faz um novo milagre em mim...
   
   Já que a música do Regis Danese "Faz um milagre em mim" fez um mega sucesso, agora é hora do "Faz um novo Milagre em mim"..  já que é pra vender.. vamos seguir um molde que deu certo né...

...Eu quero um milagre inédito,
O impossível não vai me deter.
Preciso de um milagre inédito,
Pra que Sua Glória possam ver.
Não irei guardar segredos,
Vou contar ao mundo que Tu faz
Milagres nunca revelados,
Coisas sobrenaturais...

   Eu fico pensando... o que será esse milagre inédito? Já não basta ser milagre, tem que ser agora inédito! Na verdade se trata de uma idolatria ao milagre. É o retrato do crente hoje, que deseja o milagre, busca a Deus por causa do milagre, do impossível, do extraordinário, que nunca acontecem. Mostra que o crente não pode e nem quer vivenciar o projeto do pão nosso de cada dia proposto por Jesus na oração dominical, mas prefere crer e esperar por maravilhas e grandes sinais utópicos de um Deus que, na verdade,deseja cooperar conosco pelo simples fato de o amarmos. Não se vê nessa música, uma só frase adorando a Deus. É só mais uma música para vender o disco sem se importar com uma letra com conteúdo. 

   É  somente um "Lua de Cristal Gospel". Frases como: " O impossível não vai me deter " ou " Milagres nunca revelados, coisas sobrenaturais", são apenas frases de efeitos, chavões gospel que juntando um ao outro formou essa música.

   A culpa não é da Brenda, ela é mais um produto que o mercado gospel capitalista pede. É triste saber que a música cristã que deveria ser para adorar a Deus ou celebrar a Graça, foi transformada em um comércio alimentado por crentes tão sem conteúdo quanto as músicas que eles ouvem.






Este é o dia que fez o SENHOR; 
regozijemo-nos, e alegremo-nos nele.
         
Salmos 118:24


Por: Felipe Almada com cooperação online de Ronaldo Domingues

Fonte: Blog Fé e Razão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.