14 de nov de 2011

Universal de Portugal anula a graça de Cristo e prega heresias estarrecedoras.


Por Renato Vargens

Em 31 de outubro de 1517, o monge alemão, Martinho Lutero afixou às portas do castelo de Wittenberg, as suas 95 teses denunciando as indulgências e os excessos da Igreja Católica, dando inicio a Reforma Protestante. Quase quinhentos anos depois, parte da igreja dita evangélica, experimenta em seus arraiais as mais estranhas doutrinas, o que com absoluta certeza faria com que o reformador alemão ficasse de rosto ruborizado. Igrejas como a Universal do Reino de Deus, nos últimos anos tem propalado desvios doutrinários dos mais estapafúrdios, comercializando em seus cultos, objetos mágicos, utensílios ungidos, além de incentivar os crentes a fazerem uma sociedade com Deus.

Esta semana recebi um vídeo em que a Igreja Universal do "Reino de Deus" em Portugal anunciava uma campanha cujo título era: "Faça uma sociedade com Deus, alcance o SUCESSO FINANCEIRO". 

No final do vídeo, um dos pastores diz o seguinte: "Vai dar certo e tem que dar. Na noite dos impossíveis, Deus TEM que fazer o impossível e acabou!"

Pera aí, Deus tem que fazer o impossível e acabou? É isso mesmo? Ora, definitivamente isto é o fim da picada! Com dor no coração sou obrigado a confessar que infelizmente este pessoal não tem pregado o evangelho do Reino. Antes pelo contrário, o evangelho o qual estes têm propalado é humanista, hedonista e personalista.

Caro leitor, ser protestante, não é somente se identificar com o protesto feito pelos reformadores contra a corrupção eclesiástica e o falso ensinamento católico do século XVI; é muito mais do que isso. Ser protestante, é viver debaixo de um avivamento integral, é resgatar os valores indispensáveis a fé bíblica através da Palavra, é proclamar incondicionalmente a mensagem da graça de Deus em Cristo Jesus.

“O lema Eclésia reformata, semper reformanda, deveria estar sempre ressoando em nossos ouvidos e corações, desafiando-nos à responsabilidade de continuamente caminharmos segundo a Palavra, sem nos deixarmos levar por ventos de doutrinas e movimentos que tentam transformar a Igreja de Cristo, num circo eclesiástico, nas mãos de líderes inescrupulosos, que manipulam o povo ao seu bel prazer, tudo isso em nome de Deus!

Pense nisso!

Soli Deo Gloria.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.