17 de nov de 2011

Vaticano propôs a criação de um único governo e sistema monetário mundial.

                    ALERTA                        
“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.” (2Tessalonicenses 2.3)

Recentemente os jornais de todo o mundo publicaram uma declaração do Vaticano,
vinda do cardeal Peter Turkson, que propôs a criação de um único governo e sistema
monetário mundial. O documento de Roma explica que a única solução para a crise
financeira e politica mundial seria a criação de tal sistema, pois só assim o mundo
escaparia do colapso econômico que está para ocorrer.
Essa surpreendente declaração – vinda do maior poder religioso do mundo – traz a
nós um alerta: estaríamos exatamente no tempo do fim? Tais declarações nos fazem
lembrar exatamente das profecias bíblicas a respeito da segunda vinda de Jesus, quando
ocorrerá o arrebatamento, a grande tribulação, o Armagedom, o milênio, o trono do
julgamento e os novos céus e nova terra.
A Bíblia diz que a segunda vinda de Cristo seria precedida por um governo mundial, regido
por uma só moeda e um só governante. Tanto o livro de Daniel quanto o livro de Apocalipse
falam a respeito dessa forma de governo, que culminam com o aparecimento da figura do
anticristo: que será o governante dessa nova ordem global. Não é assustador notar que o 
Vaticano, assim como as demais entidades políticas e religiosas estão chegando à conclusão 
de que a solução para os problemas mundiais –  que sucessivamente estão aumentando – só 
poderão ser resolvidos com a ascensão de tal governo?
Isso deve levar todos nós a crer que estamos no tempo do fim. O próprio Jesus disse:
“Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas” (Mt 24.23).
Vejam só: eu entendo que durante várias décadas e anos muitos falaram a respeito do fim
e eu não quero ter nenhuma pretensão de dizer datas ou dias a respeito do arrebatamento
ou da volta de Jesus. Sinais sempre ocorreram ao longo das eras, mas a medida que
o fim se aproxima esses sinais vem se intensificando mais e mais. Hoje, somos a única 
geração de todas as anteriores que tem condições tecnológicas, científicas e sociais para 
cumprir tal profecia.
Creio então que está tudo caminhando exatamente para o tempo do fim.
Não podemos achar insignificante tal informação vinda de um órgão tão importante
como o Pontifício Conselho Justiça e Paz do Vaticano e ignorá-la. Não deveríamos ver isso
como um sinal? Não deveríamos nos alertar? Não deveríamos temer e tremer diante daquilo
que ouvimos durante décadas e anos e agora os nossos próprios olhos estão contemplando?
Outra coisa que antecederia ou ocorreria quase simultaneamente junto com a manifestação
do anticristo é o que o texto de 2Tessalonicenses fala: viria a apostasia, o abandono 
da fé verdadeira, o abandono das verdades bíblicas, o esfriamento, o desvio total 
da sã doutrina de Cristo.
Estaria essa profecia se cumprindo nos dias de hoje? Será que estamos cegos ao 
que está ocorrendo no meio cristão? Entre os evangélicos? Veja o que se tornou a 
cristandade atual: está ocorrendo uma total descaracterização do cristianismo 
bíblico e verdadeiro.
A igreja está andando junto com o parlamento, está havendo uma secularização
dos ministérios, principalmente o de louvor. Todos os tipos e formas de pecados têm sido 
tolerados em inúmeras denominações – inclusive na liderança: paganismo romano fazendo 
parte da ordem do culto, ciências sociais, a cultura secular, com seu humanismo e 
psicologia estão ditando e sendo base de quase todo o alicerce cristão!
Tal apostasia na Igreja está em operação desde muitos anos atrás, sutilmente
adentrando no Cristianismo sem que muitos percebessem. Vejam meus queridos irmãos:
não é o fogo santo que está queimando no altar, isso é fogo estranho, essa forma de
adoração, a liturgia dos cultos, a maneira como o cristão de hoje se veste e fala, os
lugares que frequenta, a maneira que ele usa o dinheiro, os seus relacionamentos amorosos,
seus círculos de amizade, está totalmente contaminado pela contextualização doutrinária
e pelo mundanismo!
Como se não bastasse essa verdadeira prostituição espiritual no meio cristão, a era do anticristo 
seria marcada pelo ecumenismo e a igreja evangélica tem entrado nisso, tem dividido os 
púlpitos, os palcos, o Congresso Nacional e os meios de comunicação com idólatras, hereges e ateus.
Tudo defendendo o interesse político e o partidarismo religioso, quer sinal maior que esse da 
apostasia? Deixemos de ser cegos, indiferentes, insensíveis e conformados com a atual 
realidade da Igreja. É hora de despertar do sono (Rm 13.11) e ver que o juízo de 
Deus é iminente sobre essa terra e sobre os falsos cristãos.
O que devemos fazer em meio a tudo isso, diante de tais informações e profecias bíblicas
sendo cumpridas descaradamente? O Senhor Jesus nos dá a direção, pois Ele disse:
“Vigiai porque não sabeis que hora virá o vosso Senhor” (Mt 24.42). Ele nos exorta a estar alerta. 
São dias de cuidarmos e darmos prioridade as coisas de Deus, coisas santas, espirituais, celestes, 
como está escrito em Colossenses 3.12-16.
Sempre foi e continuando sendo o tempo de buscar em primeiro lugar o reino de Deus, 
chegou a hora de deixar as vaidades de lado, os caprichos humanos e mundanos, 
sonhos infantis e abstratos que não dão nenhuma glória a Deus e não acrescentam 
nada ao reino, está na hora de se converter de verdade, amadurecer na fé, sermos 
crentes espirituais… temos que voltar para a rocha que é Cristo Jesus! 
Que as nossas vidas espirituais – nosso Cristianismo – seja baseado e fundamentado 
apenas na solidez das Escrituras, na sua autenticidade, veracidade e suficiência.
O que Oséias 4.6 está anunciando? “O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento”! 
Todo esse cenário de destruição e de declínio espiritual está ocorrendo devido à ignorância e desprezo 
por parte da Igreja das verdades da Escritura!
Essa é uma mensagem de alerta. Deus ainda está tendo misericórdia de muitos que estão brincando com a fé, que estão abusando da graça e da misericórdia, que estão profanando o santuário de Deus, que é seu corpo – vivendo em deleites, orgias e mentiras. Ele continua poupando aqueles que ainda estão fechando negócios sujos em nome da fé, forjando planos sórdidos para construir seus impérios pessoais em nome de Cristo, pois Ele é benigno, compassivo e misericordioso!
Veja o exemplo de Noé: tudo isso estava acontecendo nos tempos de Noé,
toda essa depravação. Deus então os avisa, lhes dá um tempo para mudarem – cento e vinte
anos, eu disse cento e vinte anos de misericórdia – dizendo que caso contrário o juízo viria.
Mas, infelizmente, o juízo foi inevitável para a geração de Noé. Estamos vivendo esses 
cento e vinte anos. Apesar de todo esse estado espiritual degradado da terra Deus ainda
 tem esperado pelo arrependimento dos homens, tem sido longânimo, compassivo 
e tem demonstrado sua abundante graça!
Por favor – eu te suplico – não despreze isso! Converta-se, arrependa-se, abra mão de
tudo e de todos que te desviam da fé e que te fazem pecar. Ele disse: “Ainda que os
vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que
sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Is 1.18)  e acrescenta:
“O que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (Jo 6.37).
Esse é o meu Deus, esse é o seu Deus, o nosso Deus, um Deus de misericórdia e de amor.
 Apresse-se. O fim está próximo, os sinais estão aí em todos os lugares, arrependa-se pelo 
seu pecado, converta-se, e que pelo Espírito Santo você venha de fato nascer de novo, para que 
você seja salvo e no dia do arrebatamento você suba com Ele.
Agora, se isso não acontecer, você conhecerá a ira de Deus e os seus juízos sendo d
espejados na terra e o inevitável ocorrerá: você será condenado. Amém.




Defesa do evangelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.