20 de dez de 2011

Aprendendo sobre a Maçonaria!



Este é o primeiro capítulo da série: “A Maçonaria dentro das igrejas! Mito ou Realidade?”. Neste primeiro capítulo, iremos abordar a Maçonaria; O que ela é; Como está organizada e seus principais símbolos! Bom proveito!!
A maçonaria vem ganhando espaço entre diferentes pessoas e religiões. O ultimo dado sobre maçons no Brasil, diz que existem pelo menos 150 mil maçons regulares, no mundo esse numero chega a quase 5,5 milhões. Agora será que realmente a Maçonaria está dentro das lideranças evangélicas?
Segundo o Portal Editora Maçonica Brasileira, não é necessário deixar a atual religião para se tornar um maçom! Segundo o site, se você é católico, espirita, evangélico, enfim de qualquer religião, você não precisa deixar a sua religião, só precisa acreditar em um só Criador, o Grande Arquiteto do Universo, que é Deus.
Agora, o que realmente é a Maçonaria?
O nome Maçonaria, vem do "Maçonnerie", que significa uma construção qualquer feita por um pedreiro, o “maçom”. A Maçonaria tem como objetivo comum a construção de alguma coisa, ou seja, o maçom será portanto o construtor desse objetivo!
A Maçonaria está organizada em células autônomas "todas iguais em direitos e honras, e independentes entre si", designadas por oficinas. Existem dois tipos de oficinas: as Lojas e os Triângulos; A loja é composta por um mínimo de sete maçons perfeitos, não conhecendo limite máximo de membros. O triângulo é composto por três maçons perfeitos, pelo menos, e por seis, no máximo, passando a loja quando um sétimo membro se lhe vem agregar.
Uma Loja completa possuem dez funcionários:
Venerável ou Presidente, que preside aos trabalhos e os orienta. 
Primeiro Vigilante, que dirige os trabalhos dos companheiros e vela pela disciplina geral. 
Segundo Vigilante, que tem por função a instrução dos aprendizes. 
Orador, encarregado de fazer a síntese dos trabalhos e deles extrair as conclusões; é ainda o representante da Lei maçônica. 
Secretário, que redige as actas das sessões e se ocupa das relações administrativas entre a loja e a Obediência. 
Mestre de Cerimônias, que introduz na loja e conduz aos seus lugares os visitantes, e ajuda o Experto nas cerimônias de iniciação. 
Tesoureiro, que recebe as quotizações e outros fundos da loja e vela pela sua organização financeira. 
Os cargos, do Venerável ao Secretário, são chamados as luzes da oficina.
O Objetivo da Maçonaria:
O objetivo da maçonaria, é preparar o ser humano, para que o mesmo se reconstrua através da mudança e mortalidade que possui agora, um corpo fisicamente perfeito e também imortal.plano é a construção deste corpo imortal, chamado pelos maçons modernos de Templo do Rei Salomão, a partir de material do corpo físico, chamado de ruínas do Templo do Rei Salomão. Fonte: Harold W. Percival, Masonry and Its Symbols in the Light of "Thinking and Destiny
A oração Maçonica:
"E, UMA VEZ QUE O PECADO DESTRUIU EM NÓS O PRIMEIRO TEMPLO DE PUREZA E INOCÊNCIA, POSSA A GRAÇA DIVINA GUIAR-NOS E ASSISTIR-NOS NA CONSTRUÇÃO DE UM SEGUNDO TEMPLO DE REFORMA, EM QUE A SUA GLÓRIA SEJA MAIOR QUE A DO SEU ANTECESSOR"
Como é um ritual Maçônico? 
Um ritual maçônico, é basicamente isso:
Perg.:Onde foste feito maçon? 
Resp.:No corpo de uma Loja, justa, perfeita e regular. 
Perg.:E quando? 
Resp.:Quando o Sol se encontrava no seu meridiano. 
Perg.:Como neste país as Lojas Maçônicas são geralmente operadas e os candidatos iniciados à noite, como justificas esse aparente paradoxo? 
Resp.:Sendo o Sol um corpo fixo e a Terra tendo uma rotação constante sobre o seu eixo, e sendo a Maçonaria uma ciência universal, difundida por todo o globo, o Sol está, forçosamente, sempre no seu meridiano no que à Maçonaria diz respeito. 

Quais os Símbolos Maçônicos e o que um cada significa?
A estrelas de Cinco Pontas: 
Sendo a Estrela do Oriente ou a Estrela Iniciação, é para os Maçons cristãos a que simbolizou o nascimento de Jesus, para estes é o símbolo do Homem Perfeito, da Humanidade plena entre Pai e Filho As Estrelas representam as lágrimas da beleza daCriação. Olhemos para cima, para o céu e encontraremos a nossa estrela guia.
Representa o homem nos seus cinco aspectos: físico, emocional, mental, intuitivo e espiritual. Totalmente realizado e uno com o Grande Arquiteto do Universo. É o homem de braços abertos, mas sem virilidade, porque dominou as paixões e emoções.
Na Maçonaria e nos seus Templos, a abóbada celeste está adornada de estrelas. A Estrela é o emblema do gênio Flamejante que levam às grandes coisas com a sua influência. É o emblema da paz, do bom acolhimento e da amizade fraternal.
Apresentando ligação com os cinco elementos encontrados dentro de um homem, e que constituem o microcosmo, que são, fogo, terra, ar, água e éter (este sendo uma substância relacionada ao espírito), a estrela apresenta uma variedade de nomes como: pentagrama, pentalfa, estrela rutilante, etc..
Diz-se também ser o símbolo que exalta a feminilidade uma vez que representa a deusa Vênus e traz em sua forma a trajetória realizada a cada oito anos por esse planeta em relação a Terra.
A estrela tem relação do homem de braços e pernas abertos com o Homem Vitruviano de Da Vinci
Nos templos da Maçonaria, a abóbada celeste está adornada de Estrelas, representando as lágrimas da beleza da Criação ou menos dogmaticamente a extensão do universo onde nos encontramos. Fonte: Wikipédia
Acácia:
A Acácia é a planta símbolo por excelência da Maçonaria, sendo utilizada pelos Mestres Maçons como sinal de identificação, representa a segurança, a clareza, e também a inocência ou pureza. A Acácia foi tida na antiguidade, entre os hebreus, como árvore sagrada e adaptada como símbolo maçônico. Os antigos costumavam simbolizar a virtude e outras qualidades da alma com diversas plantas. A Acácia é inicialmente um símbolo da verdadeira Iniciação para uma nova vida, a ressurreição para uma vida futura. Fonte: Wikipédia
Avental:
O Avental é o elemento principal das insígnias maçônicas, sendo o símbolo do trabalho.
O avental é, invariavelmente, de pele. Branco para os aprendizes e companheiros, branco orlado de vermelho ou azul celeste (de acordo com a Potência da loja simbólica ou com o Rito praticado), para os mestres.
É, geralmente, composto por um retângulo - mas pode mudar de forma para um hexágono e para semicírculo, alusivo à forma do Templo de Salomão, a que se sobrepõem uma abeta triangular. A abeta no primeiro grau (Aprendiz) encontra-se levantada enquanto que nos demais graus encontra-se dobrada para baixo.
No segundo grau a aba é abaixada com entrada no grau de Companheiro Maçônico, onde o mesmo começa a percorrer caminhos mais esotéricos. As cores do retângulo, as suas dimensões e decorações variam com os graus, as funções, os ritos, as obediências e a própria 
Esquadro e Compasso:
O compasso é o símbolo do espírito, do pensamento nas diversas formas de raciocínio, e também do relativo (círculo) dependente do ponto inicial (absoluto). Os círculos traçados com o compasso representam as lojas.
O Esquadro resulta da união da linha vertical com a linha horizontal, é o símbolo da retidão e também da ação do Homem sobre a matéria e da ação do Homem sobre si mesmo. Significa que devemos regular a nossa conduta e as nossas ações pela linha e pela régua maçônica, pelo temor de Deus, a quem temos de prestar contas das nossas ações, palavras e pensamentos. Emite a idéia inflexível da imparcialidade e precisão de caráter. Simboliza a moralidade.
O esquadro e o compasso simbolizam também a materialidade do homem e sua espiritualidade.
Quando juntos e na sua apresentação representam respectivamente e dependendo de como se arrumam as Lojas e os trabalhos e ritual de Aprendiz, Companheiro ou Mestre.
Letra G:
A Letra G é a sétima letra de qualquer alfabeto que utilize o grafismo árabe e apresenta diversos significados:
  • Geometria ou a Quinta Ciência - É fundamento da ciência positiva, simbolizando a ciência dos cálculos, aplicada à extensão, à divisão de terras, de onde surge a noção da parte que nelas a nós compete, na grande partilha da humanidade e dos direitos da terra cultivada;
  • Gnose - É o mais amplo conhecimento moral, o impulso que leva o homem a aprender sempre mais e que é o principal fator do progresso;
  • Gravitação - É a força primordial que rege o movimento e o equilíbrio da matéria;
  • Geração - É a vida perpetuando a série dos seres. Força Criadora que se acha no centro de todo ser e de todas as coisas;
  • Gênio - É a inteligência humana a brilhar com seu mais vivo fulgor;
  • Grandeza - O homem, a maior e mais perfeita Obra da Criação;
  • Gimel - Uma palavra hebraica, entende-se os deveres do homem para Deus e os seus semelhantes.
  • G - G é a sétima letra nos alfabetos mais comuns como citado acima, e o 7 é considerado o número da perfeição, como em vários exemplos se destaca o que Deus fez o mundo em 7 dias, o 7 sempre é citado como o número divino.
No entanto, segundo alguns autores o acrônimo "G" significa Geometria, tendo por base os ensinamentos da Escola de Krotona de Pitágoras, ou mesmo Gnosis (Gnose, Gnosticismo), considerando seus aspectos mítico, simbólico e vivencial.
Outros:
  • Delta: triângulo luminoso que representa entre outros significados a força a expandir-se;
  • Malhete: pequeno martelo em madeira, emblema da vontade cativa, do trabalho e da força material, instrumento de direção, poder e autoridade utilizado por isso pelo Venerável Mestre e pelos dois Vigilantes em Loja;
  • Pavimento em xadrez (ou pavimento de mosaico para outros): composto por quadrados pretos e brancos, com que devem ser revestidos os templos ou o centro destes são o símbolo da diversidade do globo e das raças, unidas pela Maçonaria e da oposição de diversos contrários, bem e mal, espírito e corpo, luz e trevas;
  • Pedra bruta: símbolo das imperfeições do espírito que os maçons devem procurar corrigir; e também, da liberdade total do Aprendiz e dos maçons em geral;
  • Templo: símbolo da construção maçônica por excelência, da paz profunda para que tendem todos os maçons. Construindo o seu templo interior e construindo, em conjunto com os irmãos, um templo universal;
  • Três pontos: representa um triângulo e é um símbolo com várias interpretações, aliás conciliáveis: luz, trevas e tempo; passado, presente e futuro; sabedoria, força e beleza; nascimento, vida e morte; liberdade, igualdade e fraternidade;
  • A trolha: instrumento que os pedreiros usam para alisar a massa, simboliza a Temperança que os irmãos devem usar para alisar as arestas que provocam atrito entre os irmãos;
  • 9: é o princípio da Luz Divina, Criadora, que ilumina todo pensamento, todo desejo e toda obra, exprime externamente a Obra de Deus que mora em cada homem, para descansar depois de concluir sua Obra. O homem novenário que pelo triplo do ternário, é a união do absoluto com o relativo, do abstrato com o concreto. O número nove, no simbolismo maçônico, desempenha um papel variado e importante com significados aplicados na sua forma ritualista. O número 9, é o número dos Iniciados e dos Profetas.
Neste primeiro capitulo da série: “A Maçonaria dentro das Igrejas! Mito ou Realidade?”, você aprendeu um pouco mais sobre a maçonaria, seus símbolos e principalmente a sua forma de pensar. 
No próximo capitulo veremos vídeos, e imagens que circulam na internet sobre a possibilidade de Pastores e Cantores evangélicos serem Maçons. Você verá um testemunho de um ex-maçon que se converteu, no vídeo ele denuncia que diversos Pastores evangélicos seriam maçons!
Até mais…

Bibliografia:
  • Harold W. Percival, Masonry and Its Symbols in the Light of "Thinking and Destiny
  • Dicionário dos Símbolos, de A. Gheerbrant e J. Chevalier, Editorial Teorema, 1994,
Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.