2 de dez de 2011

Novo filme falará sobre a fé cristã de Elvis Presley



                      O “Rei do Rock” gravou três discos de música gospel



De acordo com o Hollywood Reporter, quatro produções diferentes estão buscando levar a vida de Elvis Presley para a tela do cinema em breve. Mas cada um aborda o tema de forma diferente. O projeto bilionário do estúdio Fox Last Train to Memphis deve ser um “filme biográfico tradicional”, mostrando desde seu nascimento até os últimos dias.
Fame & Fortune é a adaptação do livro de memórias escrito por um ex-guarda-costas de Elvis. O roteiro de Elvis e Nixon gira em torno de um encontro entre o cantor e o ex-presidente. The Identical pretende falar exclusivamente sobre a fé do “rei do rock”.
Elvis Presley vendeu mais de um bilhão de discos em todo o mundo, mais do que qualquer outro artista na história. Ele ganhou vários discos de ouro e de platina por seus 131 álbuns e singles . Indicado 14 vezes para o prêmio Grammy, só venceu três. O que poucos sabem é que foram todas por discos com gravações de músicas evangélicas: o álbum “How Great Thou Art” [Quão grande és tu], em 1967; “He Touched Me” [Tocou-me] em 1972 e o hino “How Great Thou Art”, do disco ao vivo em Memphis, em 1974. Elvis, inclusive, passou a fazer parte do Hall of Fame da música gospel em 2001.
A trajetória de um menino pobre que sonhava com o estrelato, sua ascensão meteórica, o casamento conturbado com Priscilla Presley e a luta contra o vício em drogas que contribuíram para sua morte aos 42 anos em 1977, parece perfeita para o cinema. No entanto, as questões legais relacionadas a qualquer filme Presley são complicadas devido à batalha judicial de seus herdeiros e a empresa que hoje detém os direitos de todas as suas músicas.
Yochanan Marcellino, presidente da produtora City of Peace, diz que estão trabalhando no roteiro adaptado de uma peça de teatro sobre um imitador de Elvis. O seu diferencial o interesse de Elvis pela música gospel e as raízes religiosas de sua família.
“Elvis Presley gravou mais de 80 faixas de música gospel durante sua carreira”, escreve Peter Ramsay, autor de uma biografia sobre o músico. “As pessoas que conviveram de perto com Elvis dizem que ele não apenas gravou hinos, ele realmente amava a música gospel. Depois de alguns shows, tarde da noite, Elvis e alguns amigos gostavam de cantar clássicos da música cristã.
“Elvis começou a cantar hinos quando era criança e frequentava a igreja com sua mãe aos domingos”, escreve Ramsay. “Há muitas histórias sobre o respeito que Elvis tinha por Cristo. Uma noite, em um de seus primeiros grandes shows, fãs abriram na plateia uma enorme faixa que dizia: “Elvis é o nosso Rei!”. Elvis parou no meio de sua música e disse claramente ao microfone: “Existe apenas um rei e é Jesus Cristo.”
O projeto vai estrelar Ryan Pelton, um ator que já faz imitações de Elvis. Marcellino diz que negocia os direitos das músicas da fase gospel de Elvis e tem bons motivos para apostar nesse aspecto da vida do cantor, que poderá surpreender muita gente. Afinal, o assunto está presente em vários livros sobre a vida do “rei”.
Donnie Sumner dedicou em sua autobiografia In the Shadow of Kings, um capítulo inteiro para debater se Elvis era um cristão ou não. Sumner cantou com Elvis durante anos. Ele fazia parte do Quarteto Stamps. No capítulo 27 de seu livro, ele escreve:
“Lembro-me de uma noite, quando Elvis fez sinal para eu segui-lo. Depois de deixar minha namorada e todos os outros caras da sala, nós fomos para o seu quarto. Ele sentou na cama de costas para a cabeceira e eu fiquei deitado com a cabeça apoiada em meu braço dobrado e perguntei “O que você ‘precisa, chefe?”
Sua resposta será sempre em minha memória uma porta que me foi aberta, mas eu não soube aproveitar. Eu nunca dizia a ninguém naqueles dias que eu era um crente e a pergunta de Elvis me pegou totalmente de surpresa. Não sei se consigo lembrar de todos os detalhes corretamente, mas posso dizer-lhe o que me lembro.
“O que significa ser salvo?”, perguntou-me Elvis.
Fiquei espantado que ele pudesse fazer essa pergunta a mim e respondi: “O que é isso, chefe, porque você está me fazendo esse tipo de pergunta? Pareço um pregador? ”
“Falo sério”, insistiu ele, “Eu estava assistindo TV e eles estavam falando sobre isso. Quando falaram “salvo”…. Bem, eu sei que seu pai foi pastor e percebi que se alguém aqui saberia, seria você”.
Percebendo, que ele estava realmente tentando entender o que significa “ser salvo”, fiz uma breve tentativa de tentar explicar do modo como aprendi quando ainda era criança.
Eu disse a Elvis: “Bem, do jeito que eu entendo, se você acreditar que Jesus veio realmente como dizem, e que Ele morreu pelos pecados como dizem além das outras coisas que dizem, como Ele ressuscitou dos mortos, voltou para o céu e virá de novo algum dia… Se você realmente acreditar em tudo isso… então você está salvo. Ser salvo é apenas uma maneira de dizer que nasceu de novo. Então, depois de pensar, disse em tom de brincadeira. “Entendeu, meu filho’?
Elvis perguntou: “Bem, o que acontece então?”
Eu estava realmente começando a entrar nisto e lhe respondi: “Bem, se você aceitar pela fé que tudo isso é verdade e pedir ao Espírito de Jesus que assuma o controle de sua vida, Ele vai ajudá-lo tomar as decisões certas e ser uma pessoa melhor. Também disse a ele:” Eu ouvi meu pai dizer, muitas vezes, “Se Jesus não estivesse andando comigo, acho que não conseguiria”. Então conclui minha mensagem “caipira” com o comentário: Mas a melhor parte é, quando você morrer, irá para o céu e não para o inferno! ”
O breve comentário de Elvis foi “Legal! E acrescentou: “Às vezes a vida é um inferno! Talvez eu já esteja lá! ”
Assista Elvis Presley interpretando “Quão Grande És Tu”:
Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Beliefnet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.