1 de dez de 2011

Quando a Igreja protestante para de protestar, o jeito é torcer pelo Ratinho

A Igreja protestante foi marcada historicamente por um passado de luta pela verdade. O protesto por uma igreja mais pura foi pregado na porta da Igreja do castelo de Wintenberg. Hoje não vivemos uma situação melhor que Lutero e posteriormente Calvino encontraram a Igreja. As novas indulgências se multiplicaram aos milhares, seria impossível alguém catalogar a quantidade de objetos e artifícios vendidos prometendo curas, milagres, bênçãos e otras cositas más. E infelizmente o que vejo de modo geral é que a Igreja protestante tem ficado em silêncio dentro de suas paredes seguras enquanto lobos vorazes definem o que é ser evangélico para o mundo: Espertalhões que sabem como sugar dinheiro colocando o nome de Deus e fazendo negócio da Fé.

Esquecemos que devemos batalhar, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. E para a nossa própria humilhação pessoas que não possuem nenhuma ligação com a fé protestante tem protestado contra as práticas grotescas da igreja evangélica. Desta vez foi Ratinho. Popular, zombeteiro e carismático, o famoso apresentador do SBT não poupou críticas para um pastor da Igreja Mundial do Poder de deus (sim! Me nego a escrever com ´´d`` maiúsculo). Depois de ouvir um suposto testemunho de um fiel que teria sua dívida de R$ 18 mil apagada no banco depois de esfregar a toalha santa no buraco da fechadura do banco, Ratinho chamou o pastor da Mundial de estelionatário e disse que o mesmo deveria está na cadeia.

Ratinho só disse o óbvio, mas que nem todos têm coragem de dizer. Isso foi o suficiente para atrair a ira de Valdemiro Santiago, que em vídeo ameaçou Ratinho com a maldição por está se metendo na obra de deus. Se eu chamasse o Valdemiro Santiago de falso profeta seria um elogio, ele está muito abaixo disso. Como poderia colocar Santiago ao lado de falsos mestres tão distintos como Servetus, Ario, Marcião e Pelágio. Pois os últimos serviram ao menos para o amadurecimento da Ortodoxia enquanto o primeiro não passa de um charlatão. É bem verdade que é um charlatão um pouco criativo, admito. Toalha santa, meia ungida, suor santo, "trizimo" não são coisas tão criativas assim mas diante da cultura brasileira do ´´rebolation`` pode representar algum sinal mínimo que seja de vida cerebral.

Infelizmente vi em um vídeo posterior que o Ratinho jogou panos quentes na polêmica. Mas isso não me preocupa, pois ele não tem a obrigação como nós protestantes temos de nos levantar contra esses absurdos. A reação que vejo na maioria é achar graças dessas coisas enquanto milhões de pessoas são enganadas em Igrejas como estas. A voz protestante deve ser erguida, precisamos de novos Luteros na Igreja moderna.


Fonte: Laurindo Neto em seu Blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.