15 de fev de 2012

Heresias e Jóias


Por Pr. Tiago Cata
conforme publicado no blog Tiago Cata
embasado no texto do Pr. Renato Vargens
publicado no blog Renato Vargens
Voltei de férias hoje e voltei a postar no blog. E repasso aqui um texto muito forte escrito pelo pastor Renato Vargens sobre um certo pregador por ai.
Sinceramente, quando vejo pregadores como estes falando asneiras nos púlpitos, me animo ainda mais combater estes falsos profetas com suas teologias de negócios.
Fique com o texto,
Tiago Cata.
A teologia da prosperidade é um câncer. Ela tem feito inúmeros males a comunidade Cristã, se não bastasse isso, a confissão positiva e determinante ensinada pelos apóstolos da contemporaneidade também tem trazido inúmeros prejuízos a igreja brasileira.
Pois é, acabei de assistir um vídeo onde o líder da Igreja Fonte de Vida, Apóstolo Augusto, (veja abaixo) pregou inúmeras baboseiras, dentre estas, a funesta teologia da prosperidade. Para piorar, a hermenêutica usada por esse senhor é absolutamente equivocada, isso sem falar, que a mensagem proclamada está repleta de alegorias absolutamente esquizofrênicas. Cesar em sua mensagem afirma que os anjos estão como serviçais dos homens, determina que aquele que crer não terá uma enfermidade sequer em 2012, proclama o maniqueísmo moderno dando poder em demasia a Satanás, profetiza constantemente bênçãos sobre auditório, mistura vários textos do Antigo Testamento, fundamentando suas doutrinas heréticas em versos isolados e muito mais.
Confesso que poucas vezes vi uma exposição bíblica tão confusa e tão repleta de valores humanistas como essa pregada por Cesar Augusto
Pois é, para piorar a situação, Ruy Marinho, Editor do BLOG BEREANOS compartilhou um texto onde o apóstolo afirmou ter feito milagres extraordinários, dentre estes fazendo aparecer joias nas mãos dos irmãos:
“Uma explosão de milagres. Mais de quinze mil pessoas reunidas na Praça Cívica em Goiânia para o encerramento da Campanha Desafio de Elias, receberam a ministração poderosa do Apóstolo César Augusto, da Bispa Rúbia de Sousa e da Igreja Fonte da Vida em uma noite memorável.[...] Após o louvor o Apóstolo César Augusto começou a ministrar libertação naquela multidão. Centenas de vidas foram libertas e o diabo foi envergonhado em “praça pública”. Depois o Apóstolo e a Bispa Rúbia intercedeu por prosperidade, todos foram abençoados, com sinais claros em jóias e nas vidas dos irmãos. Por último houve uma poderosa ministração de cura pelo Apóstolo César Augusto. Milhares foram curados instantaneamente pelo poder do Senhor Jesus. Muitos testemunhos enriqueceram a noite.[...] O culto terminou com o corredor onde mais de quinhentos pastores e cooperadores abençoaram a multidão que passava com fé e depositando seus pedidos no altar. No final uma grande fogueira santa foi constituída e os pedidos queimados diante do Senhor.”
Caro leitor, por favor repare que o texto afirma que o apóstolo César Augusto e a Bispa Rubia intercederam por prosperidade e todos foram abençoados , com sinais claros em jóias na vida dos irmãos.
Sinceramente eu não sei aonde vamos parar. Primeiro foram os dentes de ouro, depois o pó de ouro, agora os apóstolos fazem aparecer joias nas mãos dos crentes.
Preciso confessar uma coisa: Tenho nojo dessa teologia do inferno! Sinto asco da confissão positiva, da ignorância apostólica, das distorções bíblicas quanto a prosperidade. Sinto ojeriza desta transloucada unção , aliás, por acaso você já percebeu que a moda agora é ser apostólico? O culto é apostólico, o louvor é apostólico, as ofertas são apostólicas, tudo absolutamente tudo é apostólico?
Pois é, o próprio Cesar Augusto, afirmou que 2012 é um ano apostólico.
Prezado leitor, com dor no coração sou obrigado a confessar essa gente não têm pregado o evangelho do reino. Antes pelo contrário, o evangelho o qual estes têm pregado é humanista, megalomaníaco e patológico.
Tenho a impressão de que o fato de enfatizar em suas mensagens um conteúdo “apostólico” é nada mais, nada menos do que uma sutil tentativa de diferenciar o produto deles daquilo que é oferecido por outras igrejas. Na verdade, é extremamente comum observar em tais movimentos, uma ênfase exagerada na tal unção.
Ah, meu amigo, como inúmeras vezes tenho falado não agüento mais a efervescência da graça barata, o mercantilismo gospel, a banalização da fé. Não agüento mais, as loucuras e os atos proféticos feitos em nome de Deus. Chega! Basta! Quero viver e pregar o evangelho, quero ver uma igreja, santa, ética, justa e profética, quero ver uma igreja, que não se corrompe diante loucuras dessa era, quero ver uma igreja reformada e reformando, quero ver uma igreja PROTESTANTE!
Soli Deo Gloria
Renato Vargens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.