18 de mar de 2012

OBTENDO A VIDA DO ALTO E NÃO A MEDIOCRIDADE


Por Jofre Garcia
Os cristãos, em tese, deveriam ser as pessoas com as mais altas aspirações enquanto nesta vida. Não falo de conquistas financeiras, mas de vida com qualidade superior apesar de circunstâncias adversas e desafios contrários que possam se apresentar em sua caminhada. A nossa percepção de realidade deve ser voltada para o alto. Nossa visão de existência deve ser de Reino de Deus. Nossa construção de vida deve ser na Rocha, em Cristo. A pauta cotidiana de nossas rotinas deve ser o Evangelho e sua Justiça. Quando é esta a atmosfera que nos envolve, quando é esta a perspectiva a nos conduzir obtemos o prumo de uma vida que provém do alto, em vez da mediocridade que exalamos quando verticalizamos nossas experiências.
Os não – cristãos há muito perceberam isto. A ciência aponta a superior qualidade de vida de quem exerce uma fé cristã autêntica. No entanto, aqueles que se apresentam como cristãos insistem em viver uma experiência medíocre de fé e esperança. Deus, através do profeta Isaias já advertia o seu povo quanto à insistência de não crer em sua constante ação abençoadora: “O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono de sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende” (Isaias 1.3).
Insistimos mais em nossas divisões religiosas, políticas e ideológicas do que na unidade da fé em Cristo. Estamos apegados mais em nossa gana por sucesso e poder do que em buscar o Reino de Deus e a sua Justiça. Estamos cegos com nossas manias e fetiches prazerosos do que compreender o nosso corpo como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus – um culto racional, usando as palavras do apóstolo Paulo.
No entanto, nos identificamos como cristãos.
Não é triste?!?
Porém, nem tudo está perdido.
Podemos obter uma qualidade de vida condigna com a proposta vocativa do Evangelho: “Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância” (João 10.10b). Não existe lugar no cristianismo de Jesus Cristo para a curtição da tristeza comiserada, para a amargura radicalizada, para a falência espiritual comum e habitual em nossa geração. Há, todavia, um conserto, um caminho, uma disciplina a ser buscada.
Será para todos???
“Todos quanto o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber os que crêem em seu Nome” (João 1.12).
“E acontecerá que todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo” (Atos 2.21).
Mesmo que apenas uma parte dos que se digam cristão o seja de fato, toda a sociedade torna-se recebedora dos resultados de uma vida que busca as virtudes do alto.
Portanto, para obtermos o modus operandi de uma vida que fixa sua direção no Eterno, no alto, temos que nos dedicar a alguns exercícios:
- Realizar constantemente um auto-exame de suas ações e reações (Salmos 32.1-6; 1ª Coríntios 11.28);
- Não prender-se ao passado nem oprimir-se pelo futuro (Mateus 6.25-34; Filipenses 3.13,14);
- Crer em Deus através de Cristo Jesus (João 3.16; João 14.6);
- Manter a prática diária da leitura bíblica, pois te torna sábio pra a salvação (2ª Tm 3.14-17);
- Manter uma rotina constante de oração (Lucas 18.1; 1ª Tessalonicenses 5.17);
- Estar sensível a manifestação do Espírito Santo em seu espírito (Romanos 8.16);
- Não apenas viver em uma “igreja”, mas conviver na Igreja de Cristo (Atos 2.42-47);
- Planejar, organizar e racionalizar suas despesas. Faça orçamento familiar (Lucas 14.28-32);
- Não viva por vista, mas pela fé (Romanos 1.17; Hebreus 11.6);
- Não guarde rancor, mas perdoe sempre (Mateus 18.21,22; Efésios 4.26);
- Organize seu tempo (Eclesiastes 3.1-8):
- Cuide de você e da sua família (Efésio 5.22-6.1-4; 1ª Timóteo 4.16);
- Alimente a esperança no retorno do Rei (Mateus 24.31,31).
Além do rol descrito acima, possamos buscar as virtudes recomendadas pelo apóstolo Paulo (Colossenses 3.1-17), para que possamos ser curados das doenças que tornam a nossa vida medíocre, a saber: egoísmo, egocentrismo, ceticismo, partidarismo, insensibilidade, desânimo, etc.
Em Cristo, que nos conduz em triunfo.
***
Jofre Garcia é teólogo, radialista, edita o blog Auxílio do Alto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.