1 de jul de 2012

Jesus Cristo, nossa paz



"Cristo... ele é a nossa paz" - Efésios 2.13-14. 

É importante lembrar o significado do nome Jesus Cristo. Jesus significa “salvador”. Cristo significa “ungido”, e “ungido” significa Messias. Portanto, Jesus Cristo é uma forma apropriada para definir o Filho de Deus, que é Deus, se fez carne e morreu por nós. Não existe burocracia para entrar no céu. Quem aceita a Cristo (o Emanuel = Deus conosco) como salvador, é salvo. A salvação é pela fé. 

Nos esforcemos para manter a paz. Jesus afirmou que são bem-aventurados (gente de sucesso) os pacificadores. E nas cartas apostólicas encontramos o conselho para que sejamos persistentes na manuntenção da paz (Mateus 5.9; Romanos 12.18; 2 Timóteo 2.22; Hebreus 12.14; 1 Pedro 3.11). Bem aventurado os que persistem em seguir a paz! 

Em Lucas 10.5-6, Jesus orientou: "Na casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa. E, se ali houver algum filho de paz, repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, a paz voltará para vós." 

"Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se! Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus" - Filipenses 4.7. 

Certa vez, Arno Froese escreveu: A paz não é somente a ausência de conflito ou de guerra, mas é um dom de Deus. Estou falando daquela paz que ultrapassa todo o entendimento. Essa paz não pode ser obtida depositando nossa fé em um sistema. Ela virá quando confiarmos em uma pessoa: o Filho de Deus, Jesus Cristo de Nazaré. Ele pagou o preço necessário pelo pecado da humanidade, que é a causa da guerra. Quando Ele derramou Seu sangue na cruz do Calvário e bradou "Está consumado!" (João 19.30), o pagamento estava completo. Agora todos aqueles que vêm até Ele pela fé pedindo perdão pelos seus pecados recebem o perdão e a paz. Por isso, sabemos que a única paz que receberemos com certeza é aquela que podemos oferecer para todo mundo através do Evangelho. Essa não é uma paz coletiva, ela é individual. Não está baseada em um tratado, negociação ou acordo, tampouco foi escrita com tinta no papel. Ela foi selada com o sangue do Filho de Deus. Ele nos garante em João 14.27: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.