27 de ago de 2012

Preso, pastor iraniano Behnam Irani corre risco de vida


Acusado de blasfêmia, um pastor iraniano está preso há meses e pode ser executado por "apostasia". Porém, ele já corre sérios riscos de vida antes mesmo da condenação, uma vez que as autoridades responsáveis continuam a negar-lhe assistência médica, apesar de promessas anteriores.
“O pastor Behnam Irani sofre muito atrás das grades, seu estado de saúde é precário”, disse Firouz Khandjani, membro do conselho da “Igreja do Irã”, um crescente movimento de igrejas evangélicas domésticas. "Por diversas vezes ele ficou inconsciente", acrescentou Khandjani, em entrevista à Worthy News no último domingo, (26).

Na época, Khandjani revelou as promessas feitas por autoridades: "Behnam Irani tem uma infecção no sangue e deverá ser enviado a um hospital para passar por cirurgia. Provavelmente, os médicos removerão parte de seu intestino, fonte da infecção".

Quebra de promessas
"No entanto, apesar de todas as promessas de tratamento, nada foi feito", disse Khandjani. Cristãos acreditam que os problemas de saúde que causam tanto sofrimento a Irani é resultado, pelo menos em parte, dos maus-tratos que recebe na Prisão Hesar Ghezel, na cidade de Karaj, a oeste da capital Teerã.

Autoridades iranianas teriam dito ao pastor que ele "não sairá vivo da prisão”.

Acusações
Inicialmente, Behnam Irani foi condenado a cumprir um ano de prisão, em 2011, por causa de suas atividades cristãs, porém, mais tarde sua pena foi prorrogada por um período de cinco anos, sob a acusação de "crimes contra a segurança nacional", afirmaram membros de sua igreja e outras fontes.

No entanto, Khandjani advertiu que há também "uma pena de morte implícita na sentença" do tribunal.

Segundo ele, o tribunal chamou o pastor, que hoje está com cerca de 40 anos, de "apóstata", enquanto "o juiz disse que os apóstatas devem ser condenados à morte."

Ainda não está claro quando e se, a sentença de morte será confirmada e executada sob o complicado e muitas vezes, secreto, sistema judicial do Irã; por isso as orações em favor de Irani são tão necessárias. Deus pode não só curá-lo dessa doença, como também livrá-lo da prisão. Através da intercessão da Igreja brasileira, um pastor é visitado pelo Espírito Santo lá no Irã. Faça sua parte! 
FonteWorthy News
TraduçãoAna Luíza Vastag

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.