23 de ago de 2012

The Christian Post promove campanha da Portas Abertas EUA


A campanha One With Them tem o objetivo de conscientizar a Igreja Livre sobre a realidade dos cristãos perseguidos. O nome tem origem no versículo tema: “Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele.” 1 Coríntios 12.26.
“Campanha One With Them, da Portas Abertas Estados Unidos espalha consciência global de cristãos perseguidos”, é o título da notícia publicada na última sexta-feira (17) pelo The Christian Post. Website referência no cenário cristão, o texto, divulgado em inglês, destaca a importante iniciativa da Portas Abertas em ajudar e apoiar a Igreja Perseguida em diversos países do globo. A matéria revela a necessidade urgente para que alguma coisa seja feita em favor dos irmãos que sofrem por amor a Cristo. É exatamente nisso que a Portas Abertas aposta e nesse contexto, atua.
A ação faz parte dos trabalhos realizados pelo escritório da Portas Abertas localizado na Califórnia e segundo descrito em seu próprio site, “One With Themune pessoas que podem expressar livremente suas crenças com os que são perseguidos por sua fé para que o mundo veja a graça transformadora de Jesus Cristo”. (Leia em ONE WITH THEM: Helping Support Suffering Christians Worldwide e no website One With Them).

A campanha envolve a produção de vídeos e a venda de pulseiras de silicone que remetem a arame farpado, além de outras estratégias de divulgação da realidade dos cristãos que vivem sob regimes em que não há liberdade religiosa.  Conforme depoimento citado na matéria do CP, “One With Them é uma campanha lançada para validar e afirmar que a Igreja é um só Corpo de Cristo em todo o mundo; para os cristãos que vivem na América, isso significa permanecer em solidariedade com os irmãos e irmãs que sofrem", explicou Carl Moeller, presidente/CEO da Portas Abertas EUA.
Moeller  conta que, por onde passa, é questionado sobre o significado do bracelete da One With Them, inclusive nos cenários mais inusitados, como quando um soldado do Exército dos Estados Unidos que voltava do Afeganistão, o encontrou no avião e, curioso, perguntou sobre a pulseira. Assim, Moeller teve a oportunidade de falar ao soldado sobre a perseguição vivida pelos cristãos do Oriente Médio, especialmente no Afeganistão.
Aqui, não é possível obtermos o bracelete, porém, o tema de 2012 da Portas Abertas Brasil segue a mesma linha da campanha. Como descrito pelo secretário geral, pastor Carlos Alfredo de Souza, “em diversos países, ser cristão significa perder muitas coisas: bens materiais, o convívio familiar, o emprego e a dignidade. Por isso nós – que fazemos parte de uma igreja livre, que não enfrenta situações extremas de intolerância religiosa – devemos nos unir a esses cristãos que pagam um alto preço por sua fé. Devemos nos colocar em seu lugar e nos tornar UM COM ELES” (Saiba mais em UM COM ELES - Tema da Portas Abertas Brasil para 2012).

De acordo com o estudo Pew Research Forum on Religion & Public Life, 70% da população mundial sofre de perseguição religiosa. A Portas Abertas trabalha para que esse número diminua brutalmente, até chegarmos a zero. Podemos contar com as suas orações e contribuições?
Redação: Ana Luíza Vastag
FontePortas Abertas Internacional, The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.