7 de jun de 2013

Família cristã brasileira é morta por conta da religião


Um vizinho atacou a família a facadas unicamente por causa da sua escolha religiosa. O crime aconteceu em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, na última quarta-feira (29). Ao todo, três pessoas foram mortas: Rogério Lima, a esposa, Eliane Souza, e um filho de um ano.

O assassino, Everaldo Santos da Silva, 41 anos, era sócio de Rogério em uma loja de móveis usados. De acordo com uma vizinha, o rapaz estava aborrecido porque a família insistia que ele seguisse a religião. O crime aconteceu por volta das 8h da manhã.
"Matei porque eu não concordo com a escolha religiosa deles", confessou Silva.
De acordo com a vizinha, que ouviu a discussão, Rogério e Everaldo eram sócios a cerca de um ano e, até então, nunca haviam tido qualquer tipo de conflito.
O vizinho esfaqueou o marido, a mulher e dois filhos pequenos dentro de sua casa. A mulher de Rogério, mesmo ferida ainda chegou a fugir junto com a outra criança, de três anos, e conseguiu pedir ajuda para policiais da região.
"A mulher veio em direção da gente, toda ensanguentada, e ele a perseguiu até nós. Pedimos para ele soltar a faca", disse um policial, segundo reportagem do R7.
Eliane e a filha de três anos foram levadas ao hospital com ferimentos graves. Ela veio a falecer enquanto passava por uma cirurgia por volta das 16h. A criança permanece internada.
Já Rogério e o bebê de um ano morreram na hora. Outro filho do casal, de 10 anos, escapou da violência porque estava na escola.
O suspeito foi preso em flagrante. Everaldo foi transferido para o centro de detenção provisória. Segundo relato da polícia, ele estava transtornado, mas disse depois que não se arrependeu de ter cometido o crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.