14 de ago de 2013

A MÁQUINA DO TEMPO E A VISITA DE UMA "CANTORA GOSPEL" BRASILEIRA AO TABERNÁCULO METROPOLITANO DE SPURGEON

Por Renato Vargens

Não é que a máquina do tempo voltou a funcionar? 

Pois é, uma famosa "cantora gospel" brasileira entrou na Máquina do tempo e aportou em Londres no ano de 1870.

Na ocasião ela foi recebida por Charles  Spurgeon, o pastor Batista do Tabernáculo Metropolitano.

Spurgeon, muito educadamente lhe disse: - Seja bem vinda amada irmã. Estamos felizes com a sua visita. Particularmente possuo alguns amigos que servem ao Senhor na área da música, dentre estes posso destacar Sankey, que é compositor de grande qualidade.

A cantora gospel tupiniquim respondeu dizendo: - Que bênção pastor! Preciso conhece-lo. Ele está debaixo da cobertura de que apóstolo? 

Spurgeon sem entender o que a cantora brasileira estava a dizer perguntou: - Como assim? Apostolo? Com o senso de humor que lhe era peculiar, o pregador inglês completou: -Por acaso ele viu a Jesus?

- Claro que não, replicou a cantora. 

- Voltando ao cantor, qual é o nome dele mesmo, perguntou a brasileira. -Sankey, respondeu Spurgeon.

Isso mesmo, Sankey, agora, por favor me tire uma dúvida: Quanto ele cobra para cantar? Qual é o valor do seu cachê? 

Perplexo com a pergunta Spurgeon  respondeu:  - Cachê? Ele não cobra nada! 

-Que absurdo! Replicou a cantora! -Será que ele não entende que tudo aquilo que Jesus conquistou na Cruz é direito nosso, é nossa herança? Ele precisa conversar com o meu apostolo, até porque, pelo que vejo somente desta forma, ele entenderá a visão. 

- Outra coisa, continuou a cantora não permitindo com que Spurgeon falasse. 

- O fã clube dele é grande?

-Fã o que? respondeu Spurgeon.

- Fã clube, ora bolas. Vai me dizer que você não sabe o que é isso? Eita pastorzinho burro, pensou a cantora gospel. 

- Fã clube é a junção de inúmeras pessoas que idolatram, (ops,) respeitam seus artistas preferidos.

-Como é que é? Respondeu o pastor. Artistas? 

- Claro que sim. Artistas! Nós somos artistas gospel. Deus nos chamou para aliviar a carga dos crentes. A vida deles é muito difícil, eles precisam de alegria, além é claro de bom entretenimento. Outra coisa: Nossa música é tão boa que o povo nem sente falta da pregação da Palavra. Poderoso isso não é verdade? 

Spurgeon, continuou a cantora, o senhor precisa conhecer nossas baladas gospel. Como é bom ver os jovens dançando nossas músicas e festejando as bênçãos do Senhor. uhhhuuu! 

Spurgeon, triste com o que ouviu e percebendo que o evangelho anunciado pela cantora afrontava as verdades ensinadas pelas Escrituras disse: Senhora: O diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir a igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganha-las para Cristo

Deixa de ser careta Spurgeon. Pare com esse papo conservador e fundamentalista. Aliás, sabe de uma coisa? Eu vou embora! Não dá pra conversar com pessoas tão ultrapassadas e chatas como você, mesmo porque, tempo é dinheiro, e eu preciso ganhar o meu fazendo shows gospel no Brasil.

Sem se despedir a cantora entrou na máquina do tempo e voltou para os braços dos seus fãs no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.